Novos apoios para os cuidadores informais de idosos dependentes

Novos apoios para os cuidadores informais de idosos dependentes

Novos apoios para os cuidadores informais de idosos dependentes

A Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) está em crescimento e conta, ainda este ano, aumentar 300 lugares para cuidados de saúde mental, em apoio domiciliário e em unidades residenciais. O coordenador da RNCCI, Manuel Lopes, afirmou que estão já a ser selecionadas as primeiras unidades-piloto para execução deste apoio. Em Junho avançam também as “primeiras experiências de cuidados pediátricos”.

De realçar também os novos apoios para os cuidadores informais de idosos dependentes. “As equipas de saúde podem ensinar os cuidadores em casa, por exemplo, a posicionar os idosos para não terem feridas, a dar-lhes de comer, a dar-lhes banho [com determinados cuidados]”, refere Manuel Lopes.

Estão também previstos outros apoios para os cuidadores como benefícios fiscais e flexibilidade de horários laborais. Pretende-se desenvolver os “ambientes de vida assistida”, que consistem em facilitar o dia-a-dia dos idosos em casa através por exemplo da alteração da disposição dos móveis, evitando quedas e acidentes.

Notícia na íntegra disponível em https://www.publico.pt/sociedade/noticia/cuidados-continuados-de-saude-mental-vao-ter-300-camas-este-ano-1727357